Onde existe Amor não existe liberdade

Onde existe Amor não existe liberdade, nunca, jamais… 
Se Amamos e não nos amam, somos refens do nosso desejo, sofremos em silêncio a rejeição, aceitamos a dor de sermos usados e abanamos a cauda a cada festinha na cabeça qual cão abandonado num canil, estamos prontos a perder o amor próprio e por vezes a dignidade implorando um olhar, fazemos as maiores parvoices para sermos notados, para que por um breve segundo pensem em nós, Somos refens de nós mesmos.
Se nos Amam e nós não Amamos, passamos a estar presos pelo medo de magoar, de ferir, somos mais educados que o normal, mais simpáticos do que aquilo que seria natural, vamos metendo aos poucos uma camisa de forças e deixamos de brilhar, ficamos refens dum altruísmo parvo.
E o pior que nos pode acontecer é Amar e esse Amor ser retribuido, nesse caso passamos a ser um casal prisioneiro de ciumes, refens do medo de abandono, vitimas de uma sociedade que nos impede de voar juntos, castrados dos sonhos comuns quando confrontados no dia a dia, contas, desemprego, filhos,falta de tempo, abdicar de sonhos pessoais em prol de sonhos comuns (ao outro) o sentimento de impotência neste caso é a maior prisão, em muitos casos deixa mazelas de tal formas graves que nos leva à loucura.
Fica o aviso, O Amor é uma prisão… e eu serei sempre seu prisioneiro.

Giacomo Casanova do Bairro Alto

Image

About nunoserra6

A falta de Amor é a maior das pobrezas
This entry was posted in Uncategorized and tagged , , , , , . Bookmark the permalink.

Partilha a tua paixao, comenta

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s