não abras as pernas ao mundo para seres a libertinagem onde navego

Não tentes entrar na minha mente, 
não tentes adivinhar o que sinto, 
o que vou fazer a seguir 
ou o que deves fazer para me agradar. 
Não entres em jogos que não existem e onde te vais magoar.
Não penses em manipular-me, não tentes sequer
não te iludas que estás a ganhar, não há jogo
jogas sozinha
Não sejas a puta que gosto
abandona a santa que amo
tira a pele de lobo que não és
abandona a estrada da loucura não genuina
esquece o crime perfeito
nunca existiu em nós
Esquece todos os sonhos partilhados por nós na tua mente
mas ignorados por mim desde sempre
Não enfrentes a tempestade num barco a remos
porque acreditas ser pirata
ou sereia
ou filha da deusa Medeia 
serás engolida pelo Mar
Não marques a tua pele com cruzes de fogo
não abras as pernas ao mundo
para seres a libertinagem onde navego
não tentes ser o tapete de aladino
nem a Jasmine 
para agradar o meu coração de Ali bábá
Não subas a montanha mais alta por mim
sobe por ti
não queiras salvar o mundo
do qual nunca te interessaste
não sejas a madre teresa por vaidade
não sejas a porno star que nunca sonhaste
não sejas bandida desarmada
não sejas menina mal amada
não sejas a jogadora que desafia o professor
irás receber dor
nunca Amor.

Giacomo Casanova do Bairro Alto

Image

 

About nunoserra6

A falta de Amor é a maior das pobrezas
This entry was posted in Uncategorized and tagged , , , , , , , , , , . Bookmark the permalink.

Partilha a tua paixao, comenta

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s