Tempo, uma das grande prisões contemporâneas

 

Tempo,
uma das grande prisões contemporâneas… corres sem saber para onde ir só porque pensas que se não correres perdes tempo e se perderes tempo não chegas lá… e no meio disto nem sabes onde queres ir, ou com quem queres ir, não conheces que está a teu lado, os teus vizinhos os teus amigos, mas principalmente não conheces quem vive contigo, não sabes que segredos esconde, que tipo de escuridão tem dentro, que desejos e pecados tem medo de confessar-te, vivem juntos com um manto de falso amor, sem cumplicidade, ligados pela divisão das despesas… o tempo que passas sentado a ouvir-te, a sentir o que queres, a puvir os pensamentos e os movimentos de quem te rodeia, a ouvir o silêncio de quem vive contigo não tempo perdido é Tempo sagrado.

Giacomo Casanova do Bairro Alto

Image

 

About nunoserra6

A falta de Amor é a maior das pobrezas
This entry was posted in Uncategorized and tagged , , , , . Bookmark the permalink.

Partilha a tua paixao, comenta

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s