A vida não me poupou em nada… mas hoje… estou perdoada.

Caminho pela estrada segura, sem pensar em nada…
já vão longe aqueles momentos onde olhava o chão, depois de ter sido punida por uma minha distração.
atrevessei a rua da amargura, maltratada por quem mais amava, obrigada a bater estrada, espancada, humilhada.
Vi nas drogas a alegria da vida, a esperança que talvez uma dose a mais acabasse com a solidão… perdida noites inteiras desmaidada num chão.
Passavam-me pensamentos negros pela cabeça, matar-me, matar-te…era tudo errado, a vida, nós. tu…os teus ciumes uns dias, a forma como me vendias noutros.
A vida não me poupou em nada… mas hoje… estou perdoada.
Vivo sem vontade de perder tempo, de discutir com quem nao vale a pena.. hoje o mundo pode cair que eu sigo em frente sem permitir a ninguém que me faça sentir mal…
A chuva cai lá fora, que musica maravilhosa.
As pessoas são-me indiferentes, aquelas pessoas que viravam a cara para o lado quando me viam sofrer.. o vizinhos que ouviam os meus gritos, que me viam sofrer…. mas talvez seja esse o sentido da vida, talvez seja preciso sentir-me mal para depois enfrentar todas as minhas culpas e ganhar coragem.
Hoje caminho leve….finalmente estou livre do peso da culpa de te amar.

Renée-Pélagie Casanova do Bairro Alto

Image

About nunoserra6

A falta de Amor é a maior das pobrezas
This entry was posted in Uncategorized and tagged , , , , , , . Bookmark the permalink.

Partilha a tua paixao, comenta

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s