ficou aquele Porto marcado a ferros quentes na minha alma e tu gravada qual tatuagem no meu coração.

Olhava o douro lá fora que serpenteava com as suas curvas delicadas por aquela cidade de coração forte e pensava no quanto tu, deitada neste quarto de hotel eras a ponte perfeita entre a cidade o rio e a mulher, tu de coração forte, apaixonado, e com o teu corpo de curvas finas, elegantes, apaixonantes. Tens um lado chique qual cais de gaia e uma alma genuina da Ribeira, tens o sabor de um bom vinho do porto e melhoras com a idade como um vintage… como gosto de te navegar, como gosto de percorrer cada centimetro do teu corpo, apreciando o teu rosto, os teus lábios, os teus olhos, como se percorresse a ponte don Luis maravilhado com a serra do pilar, por vezes sentia que a humidade da ribeira era o fruto do teu desejo por mim, por nós, pelo nosso amor…. Foi a nossa segunda primeira vez, foi conhecer outra vez o teu corpo passados meses, que pareceram anos, foi a preparação para a despedida mesmo se na altura não o sabiamos, foi a partida para uma vida nova…deixámos de ser dois, deixamos de ser um… partiste, parti… ficou aquele Porto marcado a ferros quentes na minha alma e tu gravada qual tatuagem no meu coração.

(a foto retrata o exacto momento deste texto)

Giacomo Casanova do Bairro Alto

Image

About nunoserra6

A falta de Amor é a maior das pobrezas
This entry was posted in Uncategorized and tagged , , , , , , , , . Bookmark the permalink.

Partilha a tua paixao, comenta

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s