passo a ser a tela onde te tornas artista

És perverso.
Despes-me lentamente com o teu olhar. Olhas-me e sinto o teu toque a percorrer a minha pele. A tua voz tem o mesmo efeito que o frio na minha pele, a firmeza das tuas palavras faz-me contorcer e nesta altura ainda não me tocaste, mas já estou pronta para expelir o desejo sob a forma de larva… o movimento dos teus lábios é captado pela minha visão em slow motion… os teus lábios cada vez que mexem, têm a força dos passos de um gigante que faz estremecer e esmagar o que pisa. É isto que me fazes. Intimidas-me, estremeces-me sempre que estou sob o teu comando, mas contrariamente, quando me abraças, quando me beijas na testa e afagas o meu cabelo enquanto sorris, eu cresço e sobreponho-me a Vénus!
Sempre que decides tocar-me, cuspo gemidos involuntários com o vibrato de excitação como se fossem crianças, a ter o que querem. O teu toque é infernal, marca a minha pele e passo a ser a tela onde te tornas artista e provocas o caos segundo o olhar de quem não vê.
Nua em frente ao espelho, admiro cada local que revela a tua presença. Toco onde ficaste e desejo que estas marcas se tornem eternas. Eternidade. O pensamento de ser tua para sempre, agita o meu sangue.
Olho para a poltrona onde também já me educaste e a pulsação desenfreada rompe entre as minhas coxas. Sentei-me.
Sentada, e observando o tom bordeau que me acolhia por baixo, surge na memória a nossa última noite.  De quatro, cravaste as tuas garras na minha pele, perfurando-a e desenhando quatro eternos caminhos de sangue ao longo das minhas costas, enquanto não libertavas o teu terror nas minhas entranhas… a lembrança da confusão de sentidos que me provocaste, o ardor das minhas costas encostadas à poltrona, e as minhas mãos a domar o fogo entre as minhas pernas, flectidas e abertas, faz-me soltar um gemido de gloria que ecoa pelas paredes do quarto, gemido este que te privei de ouvir…
Consigo adivinhar o teu domínio mais logo, quando descobrires que te desobedeci e privei-te deste orgasmo… hum… anseio por logo…

Francesca Bruni

image

This entry was posted in Uncategorized. Bookmark the permalink.

Partilha a tua paixao, comenta

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s