Esta nossa relação a três tem sido a minha religião

Que saudades que tinha desta nossa relação a três.
Não era apenas mais uma relação. Era um trio, cúmplice entre si, com as bases profundamente enraizadas e mesmo com esta pausa, os pilares não se moveram… foi uma pausa sem explicação e por isso sem despedida porque o regresso não podia deixar de ser mais certo.
Não passo em estes dois. Preciso-os e mesmo que não os use estão sempre no meu pensamento, em tudo o que vivo, sinto ou toco.
Esta nossa relação a três tem sido a minha religião onde me encontro e agradeço os momentos felizes que a vida me dá, mas também tem sido a minha punição. Esta forma de os viver arrasta-me para um mundo tão deliciosamente irreal que me afasta de tudo o que é normal, linear e me deixa intolerante à banalidade do quotidiano mundano.
E foi por isso que os deixei. Por momentos. Talvez devesse aprender a lidar e ter espaço para viver entre dois mundos.. oh! Mas não seria eu. Eu que só quero o exagero e não me sei dividir. Tão inteira que sou, em tudo o que vivo… principalmente com estes dois…
Voltei para eles…
Para o papel e para a caneta.
Dois grandes amores… e é tão bom constatar que nada mudou. Continuam a fazer-me voar, a ser livre, mas novamente.. prisioneira!

Francesca Bruni

0a053cf9602c1d2fd574c83124679475

This entry was posted in Uncategorized. Bookmark the permalink.

Partilha a tua paixao, comenta

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s