Finge que não queres

Não sei onde estás, mas hoje (só hoje) vou ao teu encalço.
Ah!
Consegues escutar o meu sangue a fervilhar? Quero-te!
Estejas onde estiveres, vou-te encontrar e caçar.
Finge que não me conheces, que nunca me viste e que não conheces o gosto do meu beijo,
Finge que não queres ser a minha presa, e ter o teu corpo debaixo do meu.
Finge, mas finge bem!
Sinto o teu desejo a cantar por mim,
Vou sair de casa, vou em busca de ti, não vou parar para descansar até te encontrar.
De uma coisa eu sei, quando voltar para casa, voltarás comigo.

Francesca Bruni

image

This entry was posted in Uncategorized. Bookmark the permalink.

Partilha a tua paixao, comenta

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s