Ama-me Como se fosse a ultima filha de outono

Ama-me
Como se fosse a ultima filha de outono
Menina perdida
Em terra sem dono
Beija-me
Como quem toca o rosto de una santa
Velhota friorenta
Um cha
Uma manta
E tu
Tu deixa-me
Aqui nesta casa abandonada
Como uma boneca
Emoldurada
Sim deixa-me
Parte
E parte o coracao que conquistaste
Deixa-me de rastos
Sinto-me um traste
Deseja-me
Como quem deseja a primavera
O sol o calor
Uma nova era
Para sempre
E fode-me
Fode-me Como quem ama o fim do mundo
Acabo com o odio num segundo
Com o teu corpo
Fica
Fica ai meu lado em silencio
Deixa que ame este momento
Porque amanha leva-te o vento
E nao te quero mais
Volta
Manda o teu Perfume pelo mar
Veneno
Que me faz naufragar
E amar
E
Amo-te
Estejas presente
Ou ausente
Amo-te e nao tenho ilusao
De poder parar
O meu coracao
Mas Sofro
Porque tudo o que queria
Era nao querer
Abandonar
Esquecer
Mas nao vai acontecer

Giacomo

10402517_333660146833106_1759913942553581031_n

About nunoserra6

A falta de Amor é a maior das pobrezas
This entry was posted in Uncategorized and tagged , , , , , , , , , , , . Bookmark the permalink.

Partilha a tua paixao, comenta

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s