Algo além da tesão ou a da chamada química.

Houve uma altura em que realmente duvidei que um dia fosse capaz de voltar a sentir algo por alguém. Algo além da tesão ou a da chamada química.
Estava convicta que em mim tinha esgotado qualquer capacidade de voltar a gostar de alguém.
Um dia, esta minha crença tornou-se numa anedota.
Aconteceu numa localidade que detesto, numa tasca que apenas servia para comprar tabaco.
Aproximei-me do balcão, fiz o meu pedido e senti-me observada por uma figura que apenas identifiquei quando estava de saída.
Olhos nos olhos, a pele suou, o corpo vibrou, a alma agitou e o coração pulou. Repito: o coração pulou, ou seja, mexeu, ou seja reagiu ao fim de anos de dormência, ou seja, afinal ainda existia amor em mim!! E no meio disto tudo, a melhor parte é que senti que ele sentiu também naquele imediato todos estes sintomas de vida.
E naquela localidade cinzenta, que ambos detestamos, deu-se um encontro, entre duas pessoas que nada eram, mas que tudo foram desde o instante em que deram as mãos com o olhar.

Francesca Bruni

image

Posted by sofiarodrigues

This entry was posted in Uncategorized. Bookmark the permalink.

Partilha a tua paixao, comenta

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s