devorada pela frente e por trás

Com o olhar perdido no abismo senti-me devorada pela frente e por trás. Tu entravas como que a empurrares-me para ele, e ele (o abismo), olhava-me seduzido pela nossa provocação. Senti-o querer engolir-me e fazer-me desaparecer dentro dele, mas de pernas afastadas os saltos fixaram-se na terra e lá  continuámos, desamparados despreocupados quem sabe observados por desconhecidos, eu sem calças, tu desapertado, como dois coelhos, quentes do vinho, salgados dos pistachios a ouvir o som do mar rebentar contra os rochedos o vento ciumento a envolver-nos e os chuviscos a juntara-se à  tesão.
As chaves do carro perderam-se e quase sem luz de rabo para o ar lá  as encontrámos e seguimos caminho…

Francesca Bruni

image

Posted by sofiarodrigues

This entry was posted in Uncategorized. Bookmark the permalink.

Partilha a tua paixao, comenta

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s