Hoje apetece-me ser vulgar

Hoje apetece-me ser vulgar, quero ver-te Despir como uma puta de estrada, foder-te como se nao sentisse nada. Substituir o Amor por puro calor, a paixão pela tesao, salta Puta no meu colchao, fodemos à canzana o como nos der na tola e Bebemos um rum com coca cola Antes de recomecar, a Foder a gritar.
Hoje quero ser vulgar, ver-te gemer, sentir-te mijar de tanto prazer. Que o liquido se entranhe na minha cama enquanto eu te mordo uma mama. E beija-me a boca, chupa-me o Pau vAis ver a vulgaridade na cama nao è nada mau. E quando acabar, de ser vulgar. Um duche, um Beijo e Vamos passear.

Giacomo

10307387_459153527617100_7271491931738744135_n

About nunoserra6

A falta de Amor é a maior das pobrezas
This entry was posted in Uncategorized. Bookmark the permalink.

Partilha a tua paixao, comenta

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s